Coronavírus - 03/08/2020 - 13:12:11
Volta gradual das atividades está sendo discutida na Corregedoria
Tourinho dialogou com magistrados e parte dos coordenadores do órgão na sexta (31), com o objetivo de orientar sobre a dinamização dos serviços

Corregedor dialoga com parte dos coordenadores. Arte: Ascom CGJ/AL Corregedor dialoga com parte dos coordenadores. Arte: Ascom CGJ/AL
Atender às medidas sanitárias determinadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e Conselho Nacional de Justiça (CNJ) tem sido um dos cuidados da Corregedoria Geral da Justiça de Alagoas (CGJ/AL) para o regresso de magistrados e servidores ao trabalho presencial, que ocorrerá de forma gradual na CGJ/AL.

Para a volta das atividades de maneira presencial, o corregedor-geral da Justiça, desembargador Fernando Tourinho, deu início a uma série de reuniões com juízes auxiliares e parte dos coordenadores da CGJ/AL, para traçar um planejamento sobre como será o atendimento à sociedade e também sobre a possibilidade de continuação do trabalho remoto pelos setores que conseguem realizar todas as atividades sem ser preciso o contato presencial.

"Estamos primeiro realizando um levantamento de todos os cuidados que devemos tomar antes de voltarmos ao trabalho presencial, atendendo também ao que determina o Judiciário alagoano de acordo com a nossa realidade local. A primeira providência será a realização de uma nova desinfecção e/ou limpeza nos prédios do Tribunal de Justiça, da Corregedoria e dos fóruns, além da disponibilização de EPIs, que nos garantam voltar ao trabalho de maneira segura", comentou o corregedor.

Fernando Tourinho designou uma comissão formada pela secretária-geral, Katiane Lamenha, a chefe de gabinete, Mariá Tenório, e a secretária do corregedor, Gadara Cavalcante, para que elaborem um planejamento de retorno gradual, onde será averiguado quais departamentos precisam voltar às atividades de maneira presencial ou remota.

"Nós sabemos que a volta ao trabalho presencial é inevitável, mas estamos buscando todas as medidas para atender à sociedade. Alguns serviços são mais práticos se forem feitos na Corregedoria do que em casa, porque muita coisa também é manual e não consta no sistema", concluiu o corregedor.

Outra medida que está sendo averiguada pelo setor de Tecnologia, coordenado por Magno Vitório, é a possibilidade de transferência das ligações recebidas nos ramais para os celulares dos servidores que atendem de maneira remota.

Os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) são máscara de tecido, proteção para o rosto, uso de medidor de temperatura e álcool gel. Além disso, a Secretaria Geral da CGJ/AL vai continuar providenciando a limpeza de todos os setores e banheiros. 


Niel Antonio - Ascom CGJ/AL
imprensacgj@tjal.jus.br - (82) 4009-3826 | (82) 99104-9842

Curta a página oficial do Tribunal de Justiça (TJ/AL) no Facebook e acompanhe nossas atividades pelo Twitter. Assista aos vídeos da TV Tribunal, visite nossa Sala de Imprensa e leia nosso Clipping. Acesse nosso banco de imagens. Ouça notícias do Judiciário em nosso Podcast.