Corregedoria - 10/08/2021 - 09:28:50
Balcão Virtual: modalidade de atendimento continua no Judiciário alagoano
Mesmo após a retomada do trabalho presencial de 50% dos servidores, cidadão pode entrar em contato com unidades judiciárias de maneira remota

Arte: Ascom CGJAL Arte: Ascom CGJAL
O atendimento por meio do Balcão Virtual do Poder Judiciário do Estado de Alagoas continua sendo realizado para agilizar procedimentos em todas as unidades judiciárias, mesmo após a retomada do trabalho presencial de 50%  dos servidores, a partir do Ato Normativo nº 09/2021.

A modalidade remota permite que a sociedade entre em contato com o setor de atendimento de cada unidade judiciária, de primeiro e segundo graus, por ligação de áudio ou vídeo via WhatsApp, e funciona no mesmo horário do expediente presencial, inclusive durante os plantões judiciários.

Segundo o Juiz Auxiliar da Corregedoria-Geral de Justiça do Estado de Alagoas, Anderson Santos dos Passos, membro do Comitê de Gestão de Tecnologia da Informação e Comunicação (CGESTIC), o atendimento às demandas tem sido satisfatório, mas não anula a necessidade do serviço de forma presencial, uma vez que este último “é responsável por dar resposta aos anseios dos ‘excluídos digitais’”.

Outrossim, ressalta que “O Balcão Virtual é um avanço, uma forma de acesso ao Judiciário alagoano de maneira mais célere e que, mesmo com o retorno presencial, continuará a existir, porque permite que advogados ou as partes que estejam em outros estados, ou cidades distintas, possam ter acesso de forma remota.”

Servidores aprovam atendimento remoto
No Juizado da Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, em Arapiraca, a Chefe de Secretaria Isadora Louise Dantas de Brito afirma que o Balcão Virtual facilitou a comunicação entre o Judiciário e o cidadão. Na unidade, as demandas presenciais e virtuais estão sendo cumpridas de maneira célere.

“As principais demandas são referentes a andamento de processos, com dúvidas quanto às movimentações processuais e confirmação do horário de audiência, como também a solicitação de envio de link. No horário de expediente, fico sempre atenta ao celular e respondo o mais rápido possível”, comentou Isadora.

Isadora Louise Dantas de Brito, Chefe de Secretaria em atendimento. 


Ainda segundo a servidora, após a determinação do Judiciário para que 50% dos servidores atuem de maneira presencial, muitas pessoas entraram em contato com o Juizado para saber se o serviço havia retornado.

“O número do público presencial diminuiu bastante, mas acredito que muita gente ainda não saiba da volta dos 50% dos servidores. Contudo, a modalidade presencial é importante, principalmente por ser Vara Criminal, em que existe a necessidade do acusado comparecer mensalmente para justificar suas atividades”, completou Isadora.

Em Delmiro Gouveia, no Juizado Especial Cível e Criminal, a procura pelo serviço virtual tem sido constante. Informações acerca de demandas cíveis como empréstimo indevido, negativação indevida, cobrança de dívidas ou vícios em produtos e serviços são passadas pelo Chefe de Secretaria Marcelino Moraes de Sá.

Chefe de Secretaria, Marcelino Moraes de Sá atende no Juizado Especial Cível e Criminal, em Delmiro Gouveia. 


“Os jurisdicionados que postulam sem advogados constantemente tiram dúvidas por via remota. Aqui o trabalho virtual tem sido satisfatório, inclusive, com melhoria na produção. Entretanto, ainda temos muitos que não dispõem de celular ou internet, necessitando do trabalho presencial”, disse Marcelino.

Para atender a demanda, o Tribunal de Justiça de Alagoas disponibilizou telefones celulares funcionais para que todas as unidades tenham condições de ofertar o serviço. A medida, determinada em ato conjunto da Corregedoria-Geral de Justiça e da Presidência do TJAL, está em conformidade com a Resolução nº 372/2021 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).


Niel Antônio Rodrigues - Ascom CGJAL
imprensacgj@tjal.jus.br - (82) 4009-3826 | (82) 99104-9842

Curta a página oficial do Tribunal de Justiça (TJ/AL) no Facebook e acompanhe nossas atividades pelo Twitter. Assista aos vídeos da TV Tribunal, visite nossa Sala de Imprensa e leia nosso Clipping. Acesse nosso banco de imagens. Ouça notícias do Judiciário em nosso Podcast.